Uma pesquisa realizada pela Coldwell Banker Real State aponta que os norte-americanos estão bastante interessados em adquirir tecnologias ligadas a Smart Homes, as casas inteligentes.

Segundo o estudo da empresa, divulgado nesta semana durante a CES 2016, 45% dos entrevistados têm ou planejam investir em dispositivos como esses em 2016. A pesquisa indica ainda que, entre aqueles que não desejam investir nisso neste ano, 36% não se consideram early adopters, ou seja, preferem mesmo esperar até que as tecnologias estejam mais consolidadas.

A facilidade de instalação é outra característica desejada. Entre os proprietários de residências, 54% declararam que comprariam produtos do tipo se eles fossem rápidos e fáceis de serem instalados. Dentro desse grupo, 65% estariam dispostos a gastar até US$ 1,5 mil ao longo do ano 

Outras características descobertas pela pesquisa

  • O segmento de entretenimento é a porta de entrada para quem planeja investir em Smart Homes, já que 44% dos entrevistados começam por aí;
  • Para os americanos, uma casa considerada “inteligente” deve ter itens automáticos relacionados a segurança, temperatura e iluminação;
  • Pessoas mais velhas têm maior tendência a adquirir esses produtos do que os mais jovens; 
  • Após a compra do primeiro produto ligado a Smart Homes, 70% se mostraram inclinados a comprar novamente outro acessório.