Quem está em processo de entrevista para um novo cargo ou partiu em busca de emprego sabe que existem algumas regras de ouro a serem seguidas. Quem cumpre está dentro do protocolo e pode até não ser contratado, mas ao menos não passa vergonha nem é eliminado logo de cara.

O site Mental Floss conversou com a caçadora de talentos Heidi Nicoll, do Shutterstock, sobre os princípios básicos que os candidatos devem respeitar antes da entrevista e durante ela — alguns deles relacionados com tecnologia e que podem fazer a diferença na hora de contratar você ou avisar que "vai dar uma ligadinha" quando surgir outra oportunidade.

1. LinkedIn sim, mas sem altas expectativas

A rede social corporativa LinkedIn é importante para o processo de seleção. Uma das dicas envolve deixar o perfil realmente atualizado, colocando os trabalhos que você realizou — algo que nem todo mundo faz de forma completa. A ideia é que ele seja um "teaser" para o seu currículo e uma eventual entrevista.

Há empresas que anunciam vagas por lá, então vale a pena fazer o login com frequência. Só que não se empolgue tanto no uso do site e seus recursos: aquelas competências que seus contatos adicionam não são nada importantes e vale muito mais um texto de recomendação de um ex-chefe, por exemplo.

2. Revise o currículo antes de anexar no email

Susan Underwood, da Glassdoor, diz que leva cinco segundos para saber se um currículo é um "não" ou um "talvez". Ela já leva em conta que o candidato sabe regras básicas de construção do documento (uma página, nada de fotos, a não ser que sejam solicitadas, e explicação de eventuais espaços vazios na carreira profissional). Porém, há outras essenciais: use uma fonte de fácil leitura, como a Helvetica, e não combine várias de tamanhos e cores diferentes no documento.

Na hora de revisar, troque a conjugação de verbos se faz tempo que você não atualiza o currículo e atualize os anos de duração de um cargo, caso algo tenha sido alterado. Muita gente só se lembra disso depois que o email fatídico já foi enviado.

3. Seja honesto

Você pode ser o rei da malandragem nas redes sociais e na vida real, mas do outro lado pode estar um especialista em recrutamento que conhece todos os truques. Por isso, nunca minta, já que isso custa a entrevista e acaba com a confiança que você deve conquistar. Alguns locais pedem até o contracheque de um emprego anterior para entrevistas a um mesmo cargo, para comprovar que você não está mentindo sobre receber antes um salário muito bom, por exemplo.

4. Estude o lugar

Entre no site da empresa, leia a história da companhia e veja fotos do escritório. Assim, você terá uma resposta para eventuais questões sobre o local e até saberá se o ambiente é mais formal ou não. Nas redes sociais, acompanhe o estilo das postagens para observar a linguagem e o público. E depois? "Vista-se um nível acima disso", diz Bonnie Zaben, recrutadora da AC Lion.

5. Educação online ou offline

Acabou a entrevista e você não teve a oportunidade de falar com o recrutador ou quem colocou você na entrevista? Envie um email de agradecimento, mas não tente parecer intenso ou exagerado demais e revise várias vezes para evitar erros de digitação. Em seguida, deixe o contato esfriar e não fique pedindo respostas ou retornos enquanto a vaga é avaliada. É possível fazer isso em forma de um bilhete escrito, mas os especialistas avisam: se a sua letra for feia demais, é melhor agarrar-se ao email mesmo.