O dispositivo de realidade virtual Oculus Rift pode ser considerado um dos maiores trens do hype nos últimos anos. Usuários de todos os cantos do mundo esperam ansiosamente para colocar os olhinhos no gadget e sentir um pouco como são os ambientes virtuais. Demorou bastante, mas finalmente a Oculus colocou um preço e uma data de lançamento no produto: US$ 599 (R$ 2,4 mil, sem impostos) e o dia 28 de março deste ano.

Você já pode encontrar a página de encomendas clicando neste link. Contudo, ao que parece, o CEO Palmer Luckey, da Oculus, já alertou que a primeira leva do Rift esgotou em 15 minutos. Por isso, o site de compras indica que as próximas unidades compradas chegam em maio.

Pelo preço de R$ 2,4 mil, você compra o headset Oculus Rift com sensor, o controle remoto, um controle de Xbox One, cabos e os jogos "Lucy's Tale" e "EVE: Valkyrie". Vale lembrar de algo muito importante se você está interessado: é preciso ter um computador levemente parrudo para suportar o Oculus Rift — tanto, que nos EUA será vendido um bundle "Oculus + PC" por US$ 1,499 (R$ 6 mil).

A lista de especificações mínimas para lidar com o gadget de realidade virtual é: Intel Core i5-4590, 8 GB de RAM, HDMI 1.3, 3 portas USB 3.0, placas NVIDIA GTX 970/AMD R9 290 e sistema operacional Windows 7 SP1 64 ou mais novo. Vale notar que o Oculus vai ser vendido para 20 países, de acordo com Mark Zuckerberg.

Não tenho PC, mas tenho console

Não chore se você não tem um computador parrudo o suficiente. A realidade virtual também vai chegar ao PlayStation 4. No caso, o Sony PlayStation VR vai chegar ao console em breve. Porém, ainda não há uma data fechada e nem um preço sobre o dispositivo da companhia japonesa.

Por R$ 2,4 mil (talvez por mais), vale a pena comprar o Oculus Rift? Comente no Fórum do TecMundo