A preocupação com o bem-estar de entes queridos serviu de motivação para que os amigos Luciana Schavacini, Daniel Rosenfeld e Tiago Albino criassem uma startup inovadora voltada ao desenvolvimento de tecnologias de monitoramento, seguindo o conceito de gadgets vestíveis. A pequena empresa do trio se chama marQ Systems e chega ao mercado com uma linha de produtos para a localização de animais de estimação, crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais.

A ideia de desenvolver uma série de soluções que tivessem peso e tamanho reduzidos, aliadas a uma plataforma web e mobile intuitiva que também incluísse funcionalidades complementares ao monitoramento, surgiu há cerca de dois anos.

Diante de situações envolvendo a segurança de suas famílias, Luciana e Daniel já haviam buscado no Brasil e exterior opções tecnológicas que contemplassem estes requisitos, mas não encontraram nada adequado. A percepção dessa lacuna de mercado fez com que eles decidissem unir forças e empreender.

"O plano de negócios da marQ Systems surgiu do nosso interesse pessoal comum, como consumidores, em tecnologias que pudessem servir de auxílio na localização e monitoramento de pessoas e animais. Conforme o avanço das nossas pesquisas, percebemos que não havia nenhum produto com as características que procurávamos", conta Rosenfeld, CEO da empresa.

Desenvolvimento do produto

O passo seguinte foi iniciar o desenvolvimento de um protótipo compatível com a percepção de produto desenhado pela dupla. Para apoiá-los no desenvolvimento tecnológico, Tiago — profissional com experiência no segmento de TI — uniu-se ao time de sócios da marQ Systems.

Ao todo, foram investidos R$ 2 milhões para o desenvolvimento do projeto e fabricação do primeiro gadget vestível da marca, voltado ao monitoramento de cachorros e gatos. Metade desse valor é oriundo de recursos próprios, sendo o restante resultante de aporte de capital realizado por um investidor-anjo.

O produto recebeu o nome de Easepet e estará disponível para compra na loja virtual da startup em algum momento de janeiro deste ano. O aparelho vai custar R$ 499,00, e o valor das mensalidades deve variar entre R$ 39,90 e R$ 49,90, dependendo do plano de monitoramento escolhido.

Mercado rentável

Apesar da crise, o mercado de produtos para animais de estimação está em constante expansão. Só no ano passado, foram gastos R$ 16,7 bilhões com produtos e serviços para os bichinhos – segundo pesquisa realizada pela Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação). Ainda de acordo com o estudo, o segmento pet é responsável pela geração de mais de 3 milhões de empregos no país.

O Brasil tem a segunda maior população de cães e gatos, com 75 milhões de animais dessas duas espécies, segundo o IBGE. Além disso, o país também ocupa o posto de vice em termos de consumo de produtos para animais de estimação, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

"Por questões estratégicas, optamos por desenvolver inicialmente uma solução voltada para o mercado pet ao acompanhar o seu potencial crescimento ao longo dos anos, em que a compra por produtos e serviços deste nicho deixou de ser considerada um luxo para se tornar um gasto rotineiro e necessário na vida dos brasileiros. E mais: notamos que, em especial, os dispositivos para monitoramento disponíveis para comercialização eram em sua maioria grandes, pesados e incômodos para os animais, principalmente para os de pequeno porte", explica Rosenfeld.

Além das vendas pela web, o Easepet estará disponível nas principais redes varejistas do segmento pet do Brasil em breve e deve passar a ser comercializado em outros países ainda em 2016.

Você compraria um gadget vestível para ficar sabendo como está seu cão ou gato enquanto não está com ele? Comente no Fórum do TecMundo