Na última sexta-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento anunciou o lançamento de um fundo que vai aplicar cerca de R$ 200 milhões em pequenas empresas e startups focadas em inovações tecnológicas.

Chamado de Criatec 3, o projeto conta com a parceria de diversos bancos e instituições privadas, além do BNDES, que vai entrar com R$ 130 milhões do valor total. O restante do valor será bancado pela Inseed, Valid S/A, Agência de Fomento do Estado do Amazonas, Agência de Fomento do Estado do Paraná, Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul, Banco de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo, Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais, Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul e Amparo à Pesquisa de Minas Gerais.

O objetivo desse fundo é amparar startups com foco em tecnologia da informação, nanotecnologia, biotecnologia e agronegócios. Para participarem desse projeto, as empresas devem gerar uma receita anual de no mínimo R$ 12 milhões.

O Criatec 3 é a terceira edição do projeto que começou em 2011 patrocinando 47 empresas. A segunda parte, em 2013, já angariou 15 companhias até agora e está no meio de seu desenvolvimento. Ainda não há previsão de quantas startups serão beneficiadas pelo Criatec 3, mas o regulamento diz que os primeiros investimentos não passarão de R$ 3 milhões por empresa.

Para mais informações, acesse a página oficial do fundo no site do BNDES clicando neste link.

BNDES vai investir R$ 200 milhões em empresas de tecnologia. Comente no Fórum do TecMundo