A proposta da fabricante taiwanesa Foxconn de adquirir uma parte da unidade de chips da Toshiba está gerando uma verdadeira união na indústria de tecnologia. Recentemente, a Foxconn confirmou a participação da Apple no negócio, após a aprovação de Tim Cook. Mas não para por aí. 

O CEO da companhia chinesa, Terry Gou, anunciou também que três outros grandes nomes da tecnologia devem fazer parte do lance. Segundo a Reuters, Gou afirmou que a Amazon pode se juntar ao lance. A Toshiba também estaria conversando com Google, Microsoft e Cisco Systems. 

O governo japonês expressou certa preocupação sobre o controle da Toshiba cair nas mãos de companhias internacionais

Ainda não está claro como o acordo funcionaria: se cada uma das empresas fará lances individuais por partes da unidade de chips da Toshiba, ou se todas darão capital no acordo desenhado pela Foxconn. O mais provável, de acordo com fontes do mercado, é de que a última opção seja a desejada pelas empresas. 

O governo japonês expressou certa preocupação sobre o controle da Toshiba cair nas mãos de companhias internacionais. Ao que tudo indica, seria mais palatável para o governo japonês que o acordo fosse feito entre uma empresa taiwanesa e diferentes outras americanas, do que simplesmente ceder o controle a uma única instituição. 

A unidade da Toshiba, no caso, fabrica chips NAND, também conhecidos como chips de memória flash. Em um momento em que a falta de componentes parece ameaçar os volumes de produção de itens eletrônicos de consumo, o que alguns relatórios do iPhone 8 parecem indicar, a Apple teria um grande interesse no acordo.