A Rovio decidiu responder a uma oferta bilionária de compra da empresa de um jeito bem interessante: revelando que pode, muito em breve, abrir capital e atrair investidores na Bolsa. Isso mesmo, as chances são que, daqui a algum tempo a criadora dos mundialmente famosos Angry Birds possa seguir o exemplo de tantas outras empresas do mundo dos games e da tecnologia.

O papo a respeito de a companhia finlandesa lançar uma IPO – oferta pública que dita o preço inicial das ações da casa – surgiu depois que a Tencent resolveu abrir a carteira e oferecer US$ 3 bilhões (cerca de R$ 9,9 bilhões) pelo negócio. Nada de incomum, já que a gigante chinesa é uma máquina de fazer dinheiro e não é novata nos ramos de entretenimento e jogos, sendo acionista majoritária de marcas como Riot Games (League of Legends) e Supercell (Clash of Clans) e tendo participação em mais uma infinidade de grandes e pequenos estúdios.

Apesar de ser é implacável em seus negócios, a Tencent não conquistou a Rovio

Também não seria estranho que a Rovio se rendesse à oferta, já que a empresa vem passando por tempos bem difíceis. Afinal, em um período bem curto de tempo, a companhia passou de uma forte candidata a ser “a próxima Disney” – com personagens, jogos e produtos licenciados fazendo sucesso em todo o mundo – para um negócio que estava sofrendo para se manter em pé, tendo que realizar múltiplas rodadas de demissão para evitar uma possível falência.

Por que a empresa recusou um dinheiro certo?

Pensando nisso, o que teria mudado para que a empresa recusasse um dinheiro certo por uma chance na Bolsa de Valores? “Angry Birds: O Filme”. O longa-metragem animado, lançado no início de 2016, custou cerca de US$ 73 milhões (R$ 240 milhões) aos cofres da Sony – parceira da Rovio na empreitada – e conquistou uma bilheteria mundial de quase US$ 350 milhões (R$ 1,1 bilhão). Além do sucesso estrondoso nos cinemas, o filme parece ter reacendido a chama dos passarinhos raivosos em uma nova geração de jogadores.

Com isso, a companhia pode respirar um pouco mais aliviada e pensar com mais calma nos seus próximos passos. O lançamento tanto de novos jogos com a fórmula clássica quanto de games mais ousados e com mecânicas completamente diferentes, por exemplo, podem ser fruto dessa nova fase da Rovio em busca de maturidade. Seja como for, vamos ficar de olho para ver se os finlandeses vão se dar bem ao abrir capital ou se podem acabar seguindo os passos nada firmes da Snap – dona do Snapchat.